sexta-feira, 23 de novembro de 2012

NAZIREU, Um chamado, uma escolha, uma missão

NAZIREU ...

E meus medos...


Medo necessário?

A bíblia diz: “Lançai fora todo medo”, ponto. Ponto final.
A Bíblia diz. E como palavra de Deus, sempre a bíblia esta correta..

Não quero questionar a verdade, mas entede-la.

EU TENHO MEDO, POR EXEMPLO. DE SABER O QUE É  UM NAZIREU NA HISTÓRIA DA BÍBLIA..

Sim, saber pode me trazer responsabilidades. Será que estou pronto? Será que consigo? Será que quero? Mas a curiosidade insiste: O que eram realmente os Nazireus?

Vejo que Deus sempre tinha um grupo de Nazireus que mudava a realidade quando o mundo era tomado por imoralidade, idolatria, desonestidade, desamor, etc. Eram homens, instrumentos consagrados a Deus, que tinham uma entrega total e poderosa ao Senhor.
Homens dos quais, diz Paulo, este mundo não era digno.
Eram homens que moviam em Deus, e como diz Lou Engle, eram "Pivos das grandes mudanças de Deus na história.

Será que continuo pensando neles? Esta ficando um pouco perigoso, ou... desconfortável. 
Sempre foi assim. Temos  muitos exemplos na bíblia. Três exemplos típicos: Samuel, Sansão e João Batista.

Todos, os Nazireus tomaram posição contra a cultura depravada de sua época.

Samuel, viveu separado no templo, desde menino. Diferente de outros jovens, chamado a renunciar a vida normal, e receber de sua mãe uma vestimenta por ano. Enquanto isso morava no templo, e servia ao Senhor desde prematuramente, se preparando para seu ministério pleno. E transformou a história.

João Batista, teve seu chamado profetizado muitos anos antes, quando Isaías (40:3) falava da “voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai no ermo vereda a nosso Deus”.

Se preservou para sua missão de ser a voz de Deus, e viveu no deserto longe de maiores prazeres do mundo. Entendia seu papel diante da situação do povo de Israel, onde por 400 anos Deus parara de falar com aquela nação.

Temos também Sansão.
Este teve na mensagem do anjo a sua mãe, uma declaração profética que é arrepiar: (Juízes 13:5) Porque eis que tu conceberá e terás um filho sobre cuja cabeça não passará navalha, porquanto o menino será NARIZEU de Deus desde o ventre, e ele começará a livrar a Israel da mão dos Filisteus”.

Sansão via em si mesmo a manifestação sobrenatural de Deus. 
Como, sem a manifestação de Deu,  matar um leão com as mãos? 
Como matar sozinho 1000 filisteus com uma queixada de jumento?
Como tirar os portões da cidade, sozinho e carregar até o cimo dos montes, para rir dos filisteus, que ao trazer os portões de volta necessitaram de uma multidão de homens?

Havia nele a manifestação explícita, clara do sobrenatural. Tanto que ele perdeu o medo. Relaxou na sua relação com  o poder de Deus.

Era tão diferenciado, e tão visível o que Deus tinha para ele, que perdeu o medo de que Deus pudesse deixasse de lado.
Se imaginou fundamental, indispensável para Deus.
Então, agora o medo tinha outro nome: Ele perdeu o medo de viver sem a manifestação de Deus. O que ele perdeu foi o TEMOR DO SENHOR.

Rapidamente viu, o que significava quebrar um aliança com Deus. 

Se todas as coisas sempre davam certo com ele...Então, porque não usufruir os prazeres de Dalila?

Até que com a cabeça raspada experimentou o que era viver sem a presença de Deus, e fora do plano do Senhor para sua vida.

Até o final, precisou servir como escravo, olhos perfurados e trabalho forçado. Ele não precisava ter vivido assim.

Agora, no final, no último dia de sua vida, entendeu e então cumpriu a visão de Deus para sua concepção: Livrou de uma vez a Israel da opressão dos Filisteus. Para isso precisou derrubar sobre eles e sobe si próprio o templo onde todos estava alii reunidos.

Por isso tenho medo de saber o que é um Nazireu. Sim, medo de mim. Medo das Dalilas que vivem dentro de mim. Medo de minha relação com elas. Medo de "relaxar" no trato com elas, esta é a verdade.

Do Senhor tenho temor, mas tenho medo de mim. Não posso imaginar a possibilidade de o Senhor me chamara para tão grande honra, tão grande chamado, e pensar que por mim.  Eu sei, eu fracassaria. 

Resta um consolo. Deus não os pede que sejamos perfeitos, mas que deixemos o seu poder fluir em nós.

Só cairemos, se acharmos que merecemos tal “privilégio”. E como Sansão se achou, nós nos sentirmos indispensáveis para Deus, e então vivermos “indisciplinadamente”.

Tenho medo de não conseguir por mim, por meu esforço. E  este é o  medo eu não devo perder. Mesmo porque é este medo me traz à lembrança que foi Deus me escolheu por seu amor. Ele que me tirou de traz da malhada, e me colocou a ministrar no altar. Mesmo que seja o altar da minha família, ou outro altar que influa sobre pessoas, como minha escola, meu trabalho, etc.

Preciso estar com algo muito fresco na minha mente 24 Horas por dia: É a sua graça que está sobre mim, e sua misericórdia se manifestando na minha vida. Mas tudo passa por um gargalo: reconhecer  minhas fraquezas e limitações. Minhas impossibilidades naturais

Isto faz com que eu não perca a sua graça, e ao mesmo tempo que viva uma constante busca de fazer o melhor para ele.

Quando perco este medo, assumo o controle de minha vida, e então estou andando para um desastre, como Sansão.

Mas é o melhor passo que posso dar, declarar a Deus que só tenho um chamado porque Ele decidiu, e que preciso que Ele me ajude,  a cada segundo. Que realize em mim a superação da minha atração pelos prazeres e beleza das Dalilas do meu interior.,Para que a cada dia minha consagração aumente, e  que a atmosfera da minha vida, seja uma atmosfera divida. Da sua presença.

Então serei realmente, como diz Lou Engle, o Pivô das mudanças do Senhor nesta geração em que vivo.

Concluo para mim:
Viver sem perder o temor do Senhor é escolha e sabedoria. É entender que pela graça, tenho meu papel de Nazireue. Que o temor do Senhor que a bíblia diz que é o principio da sabedoria, também é a força propulsora para que eu me coloque debaixo do Espírito que agiu em Samuel, em Sansão e também no precursor João Batista. Este, o que preparou o caminho para o Messias chegar para uma nação: “Israel”.
E hoje, os que entenderem, perceberão que fazem parte de um “Nazireu”, conhecido como a Noiva de Cristo, que prepara o caminho para a vinda de Cristo, não mais para uma nação, mas para toda a terra. Por isso, não é como no tempo de João Batista, uma pessoa apenas, mas um grupo de pessoas, conhecido como “Corpo de Cristo”.

Por isso, eu como pessoa, e a Igreja, como pessoa "noiva" de Cristo, deve deixar as Dalilas do seu interior. Quando estas Dalilas permanece no meio da igreja sem serem confrontadas, podem ser o fermento que contamina toda a massa.

Quando confrontadas, pode de fato entenderem o que é o "corpo de Cristo" e serem abençoadoras, ou simplesmente mudarem para um "corpo de Cristo" onde Dalilas são até bem vindas. Basta que tenham meiguice que agrade o "corpo" que ali se reúne. Mas precisam ser reconhecidas e confrontadas. Leia as cartas às igrejas no livro de apocalipse. 

Eu quero ter o temor de Deus, que evita que eu esteja fora deste “grupo de Nazireus, a igreja".

Senhor, desperta em mim o temor a  Deus e a consciência que o Senhor me equipa e fortalece, e tem liberdade para influir nas minhas escolhas. 
Desperta em mim que o Senhor me escolheu, e nada há na vida melhor que te servir. 
Que estar no centro do teu corpo... e que a humilhação, as renúncias, só me tornam mais semelhantes ao cabeça Jesus. Assim ele foi aqui na terra. E semelhante a Ele serei na glória, onde passarei a eternidade no gozo de glorifica-lo

quinta-feira, 27 de setembro de 2012



SHOFAR - MENORAH - BANDEIRAS -
USADOS POR TANTAS IGREJAS.
ESTA ERRADO: SÃO JUDAIZANTES?
ESTA TUDO BEM, SÃO SÍMBOLOS?

VAMOS ANALISAR...

___________________________________________________    Shofar   -   Menorah - ETC


SEGUNDO ESTUDO:

JUDAISMO E JUDAIZANTES


E tantas igrejas usando bandeiras de Israel. Shofar, Menorá, por acaso não estão estas pessoas "judaizar", ou trazer usos e costumes judeus para dentro a Igreja?

Lembrete: Este não é um profundo estudo, onde são esgotadas todas as possibilidades. No entanto, são conceitos importantes que podem trazer luz, e no mínimo um decisão de buscar nas fontes corretas uma resposta.


REVISANDO o estudo anterior:

Paulo, em muitas cartas, mas principalmente em Gálatas ele trata do assunto de estarmos debaixo da lei "do Espírito e da Graça" e voltarmos a preceitos judaicos, costumes judaicos. Religiosidade judaica, etc. Ele coloca como "REBELDIA". Pois os preceitos judaicos se baseavam em "FAZER A OBRIGAÇÃO DA LEI"para então sentirem-se filhos de Abraão abençoados.

Como diz Paulo, a lei nos serviu de "aio" para levar a Jesus Cristo, ou seja, a lei provou que pela lei é impossível a salvação, e nos impura para a graça salvadora da Cruz de Jesus, e a dádiva da vida eterna pela graça.

POR OUTRO LADO: Não se pode jogar fora todo o Antigo Testamento, pois a história dos Judeus retrata em muitas áreas a nossa história. Sedimentas princípios, que vão desde o perdão, desde o filho de Deus sendo sacrificado, único e verdadeiro Cordeiro, que não encobriu pecados, mas os pagou e perdoou.

Temos fundamentação no antigo testamento para muitos ensinos que nos levam a entender a graça, o perdão, a misericórdia de Deus. A restauração, e a sabedoria de Deus que em muito supera a nossa. Em muito.

Veja por exemplo: Nós absolveríamos Davi, com o que ele fez com Urias? Nós aceitaríamos Raabe, a prostituta na linhagem do messias?

Estes e tantos outros fatos, são apenas algumas gotas da demonstração da misericórdia e do amor de Deus.
Juizes nos mostra as conseqüências do versículo que se repete em vários os capítulos:

"Porém os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau aos olhos do SENHOR",
Juízes 4:1
e como eu Juízes 21, 25:
Naqueles dias não havia rei em Israel; porém cada um fazia o que parecia reto aos seus olhos.

Bem nós podemos ver quando não temos ou não aceitamos governo, e fazemos só o nos parece reto ao nosso coração.

Portanto, há lições e fundamentos, e princípios indispensáveis no antigo testamento, que chegaram a nós pela vida do povo Judeu.


     E TANTAS IGREJAS QUE USAM SHOFAR, MENORAH, BANDEIRAS DE ISRAEL, ISTO NÃO É "JUDAÍSMO"    

"não é uma obra de judaizantes dentro do corpo de Cristo?"


Sim, tanto pode ser uma prática Judaizante, como não.

Se tomarmos de um Shofar, e colocarmos nele um sentido místico, como se no seu toque houvesse poder...

Se tomarms um Menorah, e colocarmos no altar, e nele colocarmos nossa fé. A fé de que estamos agradando a Deus, pela presença daquele símbolo,e então teremos alguma bênção... então estamos errados e "judaizados"...

Isto seria uma prática judaica, não condizente com nossa fe' em Jesus Cristo, e não condizente com o entendimento de graça, de presença do Espírito Santo em nós.

Talvez, não tivéssemos o real entendimento que somos nós o templo do Espirito Santo. Que o som da proclamação da verdade, deve ser algo que está em nós, e não em um chifre de animal. Isto é a fé em Jesus Cristo, na sua palavra que nos declara sermos "Templo do Espírito Santo",  "tabernáculo do Deus vivo"  (I Com 3:16,  I Cor. 6:19)

No entanto, nas minha viagens a Israel, foi emocionante observar como era o instrumento usado por Deus para que ao ser tocado em tantas manifestações de Deus. Por exemplo na queda  das muralhas de Jericó.  
Então eu trouxe um para mim, um para meu filho que é músico, e um para a Igreja.

Mas isto não foi Judaizante: Não, não atribuímos misticismo, mas apenas uma mostra do que foi usado naqueles dias. Maravilhoso.

Até em demostração com os diversos tipos de toque, por exemplo: Para o exército atacar, para o recolher, para retroceder, etc. confesso que é emocionante. Mas nada de mistico. Se o conhecer mais de perto, me dá mais condições de crer, amém. Mas é o conhecimento do instrumentos, e não a presença "mistica" do instrumento.

Assim, como a foto que eu trouxe do "Gólgota". Aliás na última vez que lá estive, os palestinos estavam descaracterizando o lugar, construindo uma Rodoviária, no mesmo morro. Praticamente envolvendo o Gólgota no pátio da Rodoviária. Esta foto, não tem poder nem significado místico para mim. É interessante saber onde foi o locar geográfico em que fui comprado pelo poderoso sacrifício de Jesus Cristo, do seu sangue derramado. Mas foi nos lugares espirituais, que fui lavado, remido e Salvo. 

Ao chegar à aquele lugar, minha emoção foi enorme. Mas não porque estava em um lugar onde eu poderia ter um arrependimento, e ali receber o poder do sangue de Jesus. 
Isto ja aconteceu a 2 mil anos atrás.

Eu só estava no lugar fisico onde aconteceu. Como conter a emoção? 

Mas o que mudou minha vida e minha eternidade, foi o resultado do FATO QUE ALI ACONTECEU, E NÃO DO LOCAL.

 Lembre-se o que mudou nossa vida, na realidade aconteceu no nosso espírito,  e não precisamos ir ao "monte Gólgota" para receber, ou confirmar o que recebemos. 

Precisamos dobrar o nosso Joelho diante do Senhor, e declarar que reconheço meu pecad. Declarar a necessidade de receber pessoalmente o sangue do Messias derramado por mim. Aceitar que fui remido por Ele, e comprado por Ele. Declarar que eu "O" reconheço como meu único Senhor e Salvador. 

E, então viver com Ele sendo o Senhor da minha vida.

Se mistificássemos o local, teríamos que ir lá fazer peregrinações com o fim de obtermos alguma bênção especial.
Eu fui 5 vezes àquele lugar, e sempre mem emocionei, pois ali foi o local da morte do meu salvador.
Visitei o túmulo onde ele ressuscitou, mas a bênção eu consigo quando o entronizo Jesus de fato na minha vida como Senhor e Salvador. E não por ir lá, ou ir tantas e tantas vezes. 

Precisamos cuidar. Precisamos comunhão com o Espírito Santo, pois nosso emocional pende para confundir tais coisas.

Vejo em algumas casas o Menorah, colocado em lugar de destaque como se fosse algo que nos trouxesse bênção. Cuidado. Sim, é um símbolo interessante. Mas hoje o Menorah, com a luz do Espírito Santo, somos nós. 

Amém se voce use como decoração algo que nos lembre como Deus fazia quando não existiam "filhos de Deus". Quando o Espírito Santo não habitava no homem. Ele usava aquele instrumento para mostrar aos Judeus o locar de sua presença.. amém. É bom conhecer. Mas é pecado mistificar o objeto.

Eu, você que nasceu de novo, somos o lúmem que deve estar em lugar visível para publicar as boas novas.

Não é aceitavel, que nós, que conhecemos a "nova aliança",  atribuamos poderes místicos a instrumentos que foram usados por Deus na "antiga aliança". O que não me impede de me alegrar em te-los como recordação, ou lembrança da obra do meu Senhor.

É uma linha muito fina entre o mistificar aqueles abjetos, e "nos judaizarmos", e sabermos o significado que aquele objeto ja teve na história do Deus com o seu povo hebreu.

É semelhantemente à circuncisão, ou até ao sábado.
Paulo em Gálatas não desrespeita o que representou, mas diz que se guardarmos hoje, datas, dias e meses, teríamos voltado à antiga aliança. 

Chega a se enfurecer quando pessoas pregam que deveríamos ser salvos pela graça, mediante a fé, e claro, também guardando o sábado, ou nos circucidando na carne.
Chega a dizer que melhor seria se lhes cortassem fora o membro todo...

Esse Paulo não era moleza. Você queria ser ovelha direta dele?

Lá, no primeiro dia de louvor, e de ensino, de doutrina, você talvez pulasse do barco, e decidisse a ser  apenas evangélico e não crente..... Talvez você viesse a conhecer o outro lado, de Paulo, o bom humor.

Creio que esta diferenciação iria tirar boas gargalhadas dele. Pois não nos importa sermos chamados crentes, sermos chamados evangélicos, o que importa é sermos filhos Dele, nascidos de novo.  Importa é entendermos a graça. Nos esmerarmos para adora-lo a sós e na congregação.

Conhece-lo estudando a sua palavra, e nos ensinando um ao outro o que Deus nos tem ensinado. Importa é vivermos a nova Aliança, sem menosprezar os princípios, e sermos dirigidos pelo Espirito Santo.  Importa é darmos frutos. Importa é  morrer para nossos comodismo, e nossa "preguiça", e evangelizarmos até os nossos inimigos, (a quem Paulo diz que somos devedores). Arrancar pessoas do caminho do inferno, pois assim valoramos o Sangue de Jesus para elas.

O que importa é fazer a vontade do Senhor, pois os que são dirigidos pelo Espírito, é que são filhos de Deus.

Inclusive, nossa intenção é apenas colocar algumas informações que te motivem a aprofundar seus conhecimentos. Sua intimidade com Deus.
Se você tiver qualquer dúvida, pois não é nosso objetivo discutir, mas sim buscarmos em Deus e na palavra, e nos homens que Deus colocou como responsáveis por nossa vida cristã, (Apocalipse chama de  Anjos da Igreja) Procurar conhecimento e revelações do Espírito Santo, e jamais cairmos na cilada de vãs discussões, como ele diz em Romanos 14:1 a 23

Aliás, leia com atenção este capítulo de Romanos. Agora uma vez lido, comece no 13, leia o 14 de novo, e inclua o 15...   que tal ver Paulo saudando aquela "judaizada" toda no capítulo 16 (bem como a alguns gregos...)

Ja leu tudo... que tal agora ler bem tranquilamente o Livro de Gálatas... (vai, é bem curtinho... eh eh eh)

Ame ler a bíblia, e toda e qualquer discussão perderá a graça... 

Deus te abençoe. 

Pr. Eliseo

QUE BOM RECEBER OS SEUS COMENTÁRIOS...
SEJA LIVRE PARA FAZÊ-LOS... Você não precisa concordar... só precisamos mesmo é ler a palavra, e ter relação com aquele que diz: "EU SOU A VERDADE".


HUUUMMM 

sábado, 22 de setembro de 2012









Judaísmo, Judaizantes...



Estamos em dias, onde muitas vozes chegam às igrejas, e muitos assuntos são tratados com parcialidade, por falta de conhecimento, por ignorância, por interesses próprios, ou até por maldade.

Aqui estamos abordando, de uma maneira aberta (contate conosco e de sua colaboração) Mas é um esboço que tem importantes informação.

Esperamos ajudar a esclarecer:
         

Assim começamos:

Paulo, foi um ferrenho Judeu, perseguidor dos cristãos, e tudo aquilo que conhecemos deste homem.
Mas quando teve a experiência de conversão, passou a ser um dos melhores homens para mostrar a diferença entre Judaísmo e Cristianismo. Pois em ambos foi um dos mais instruídos e mais dedicados.
O carta aos Gálatas, é um bom resumo deste cuidado de Paulo, para que os novos convertidos não se deixassem envolver com estas ideias, e abandonassem as “Leis do Espírito e Vida” para retornarem à Lei do “pecado e da morte”.



Vejamos como ele se mostra perplexo pelo efeito dos homens judaizantes no meio do povo de Deus:
Gálatas 1:6
6 Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho , o qual não é outro , senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo .

Ele reafirma sua autoridade para falar das duas “religiões”, se assim pudéssemos chamar.
Gálatas 1:12
Porque eu não o recebi , nem o aprendi de homem algum , mas mediante revelação de Jesus Cristo . 13 Porque ouvistes qual foi o meu proceder outrora no judaísmo , como sobremaneira perseguia eu a igreja de Deus e a devastava.

Paulo dá então uma rápida Aula a respeito da diferença entre Judaísmo e Cristianismo.
Ele conhecia profundamente os dois.

Gal 2:16
sabendo , contudo , que o homem não é justificado por obras da lei , e sim mediante a fé em Cristo Jesus , também temos crido em Cristo Jesus , para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei , pois , por obras da lei , ninguém será justificado
Quem vos fez sair da graça?

Gal 3:3
3 Sois assim insensatos que, tendo começado no Espírito , estejais , agora , vos aperfeiçoando na carne ?
Quanto à circuncisão, como um costume dos mais fortes entre os Judeus, Paulo é duro. Deseja até que se mutilem "tudo", ão só o prepúcio. Ele radicaliza e declara que voltar ao judaísmo é rebeldia.

Todo o cristão entende bem isto.

O que então poderia levar Um cristão honesto e sincero a errar neste ponto?
O que o inimigo poderia tentar usar para que pessoas sérias fossem convencidas de maneira errada nesta área?

Vejam, os judaizantes, tentavam trazer de volta ao povo a doutrina judaica. Os costumes. As crenças a respeito do cumprimento da lei externamente para garantir a salvação.

Eram coisas muito serias para quem agora entendia a graça, a salvação pela fé.

Tentavam fazer o povo voltar a guardar o sábado, a sacrificar os animais. A serem escravos do que podiam ou não podiam comer.

Em resumo, eles, inconformados com a vinda e a obra do Messias, queriam trazer o povo de volta à escravidão da lei.

Paulo mostra que se fosse como os Judeus pregavam, Cristo teria morrido em vão.

Você estará muito certo se posicionando e declarando: Isto jamais entrará na minha vida cristã, e nem na minha igreja.

Mas existe aqui uma nova estratégia do inimigo, usando este assunto.

Por isso precisamos nos dedicar um pouco mais a estudar estes detalhes. Pois se formos simplistas, estaremos à mercê de “bons argumentadores” e podemos cair para o outro lado.
Se apenas ouvirmos falar, e não compreendermos a realidade, formaremos pre concepções contra tudo o que é vindo dos Judeus.  Jesus tomou cuidado na sua pregação e na sua conduta aqui na terra para deixar bem claros as diferenças que poderia nos atrapalhar.

O que os judeus queriam passar, era a volta aos costumes, práticas religiosas, e tantas outras coisas que já mencionamos e são uma grande cilada.

Por outro lado, Jesus citou várias vezes profetas e princípios que Deus deu aos judeus, e que até hoje são inabaláveis.

Não se trata de práticas ou crenças, mas de princípios e direções quanto aos tempos futuros, e que precisamos entender para compreendermos alguns princípios que Jesus ensinou, e algumas citações do Antigo testamento.

Colocaremos alguns exemplos abaixo, pois se não percebermos a diferença entre as doutrinas que eles querem até hoje nos impingir, e as verdades citadas por Jesus, e os princípios reafirmados por Ele, podemos nos atrapalhar no nosso andar, e tomarmos posições que beiram ao partidarismo. Isto nos faria pecar por outro lado. Bem como nos levaria à perca de algumas pérolas preciosas.
Por exemplo

Durante o início da minha vida Cristã, eu pensava que o livro de Jonas, era figurativo. Uma espécie de lenda, ou coisa assim. A história do peixe comendo o profeta e vomitando ele em Nínive.... “pera aí”. É forçar um  pouco a barra. Não passava pelo meu filtro racional.

Então me deparei com Mat:12.

Vejo Jesus citando Jonas como um personagem, que de uma maneira impressionante fala de sua morte, e de sua ressureição três dias após.

Mat 12: 39
39 Ele, porém , respondeu : Uma geração má e adúltera pede um sinal ; mas nenhum sinal lhe será dado , senão o do profeta Jonas .
40 Porque assim como esteve Jonas três dias e três noites no ventre do grande peixe , assim o Filho do Homem estará três dias e três noites no coração da terra .
41 Ninivitas se levantarão , no Juízo , com esta geração e a condenarão ; porque se arrependeram com a pregação de Jonas . E eis aqui está quem é maior do que Jonas .

É sim. Algo do antigo testamento, que parece irreal, e inadequado para o nosso tempo. Mas assim foi citado por Jesus. Os princípios então alii citados, como o da obediência a Deus, ao chamado, e tantas outras lições, nada tem a ver com costumes judaicos, mas com princípios da vida cristã, e assim devem ser levados a serio.

Ainda, se o homem, mesmo cristão, houvesse se atido à vós dos profetas, teriam caído em menos ciladas e confusões erradas tentando entender as coisas e até a natureza.
Veja por exemplo, nós que estudamos história, vemos quantos conceitos errados haviam do formato da terra. As viagens e grandes descobertas marítimas dos antigos foi muito atrapalhada por esses erros, impedindo a população de evoluírem mais rapidamente. No entanto Isaías, já esclarecia a forma da terra, bem como outros dois versículos bem explícitos.

Isaías 40:22
22 Ele é o que está assentado sobre a redondeza da terra, cujos moradores são como gafanhotos; é ele quem estende os céus como cortina e os desenrola como tenda para neles habitar;
Leia  Salmos 77:18, e Jó. 37:12,  e você se deparará com novas frases dizendo esta mesma verdade.
Mas é apenas uma curiosidade.
No entanto, temos outras tantas, que só citaremos mais uma ou duas para te fazer pensar.

Veja esta:
Todos nós sabemos como o estado de Israel foi criado em um só dia pela resolução da ONU. E como o povo que já não mais existia como nação, foi reunido de repente em um novo povo. Veja o que a Bíblia NVI diz, nas palavras do profeta

Isaias, 66:8
"Pode uma nação nascer em um só dia? Ou pode-se dar a luz Um povo num só instante? Pois Sião estava em trabalho de parto e deu a luz a seus filhos".

Sim, em Um só dia a ONU criou o estado de Israel, e a nação passou a existir em Um só dia. E Um povo enorme ali surgiu de repente...

Uma mãe, ao jogar fora a água suja da banheira do bebê, seria louca se jogasse fora o bebe junto.

Há uma diferença entre tentar levar costumes e crenças religiosas para o povo que agora já e livre, e fazer este povo suspeitar de tudo o que os judeus tem de revelação do próprio Messias, mesmo que eles não entendessem.

E não parece, mas pessoas bem intencionadas, quando baixam a guarda e começam alimentar noções erradas na sua maneira de viver. Principalmente se começam a amar uma vida cristã irresponsável, sem esforço, sem a dureza de “morrer” para a carne, ou para minha vontade e ceder à vontade de Jesus, etc. Pessoas assim começam a dar ouvidos a fábulas, como Paulo fala para Timóteo. E começam a pregar o que bem entendem. O que não lhes tira da área de conforto, e seduzem outras a fazerem o mesmo.

A pouco tempo, li de uma pessoa amada e  creio eu, realmente sincera, algo escrito que ridicularizava o fato de um pastor ter usado Gen. 11: 6 para mostrar a importância de termos um só coração, uma só linguagem, ou seja unidade.

Gen 11:5 e 6
6 e o SENHOR disse : Eis que o povo é um , e todos têm a mesma linguagem . Isto é apenas o começo ; agora não haverá restrição para tudo que intentam fazer .
7 Vinde , desçamos e confundamos ali a sua linguagem , para que um não entenda a linguagem de outro.
A pessoa acrescentou no seu escrito: Era só o que me faltava.

Ela estava sendo sincera, era assim que argumentadores, e escritores tinham semeado na sua mente.
No entanto Jesus vem, e reafirma o mesmo princípio, (João 17) pedindo ao Pai que todos sejamos um.

Que haja unidade no meio dos seu filhos.

Em Mateus 18:20
20 Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles.
E mais, Mateus 18:19
19 Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirem, ser- lhes- á concedida por meu Pai, que está nos céus.

Sim, é apenas o começo, e a primeira referencia, lá esta no livro de Genesis 11: 5 e 6

Bíblia nos fala de termos um só pensamento E uma só linguagem.

1 Coríntios 1:10-11
Irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo suplico a todos vocês que concordem uns com os outros no que falam, para que não haja divisões entre vocês, e, sim, que todos estejam unidos num só pensamento e num só falar. (num só pensamento)

Por ventura isto não  é muito claro?

Então, também,  podemos estar cometendo sérios erros, quando jogamos coisas fora, só porque são do antigo testamento, e então no nosso preconceito, são judaizantes.
Pequena tarefa:
Seria interessante uma tarefa para os interessados: Leia com atenção os Quatro evangélicos, e conte quantas vezes Jesus cita o Antigo testamento para trazer a raiz do seu ensino. você vai se surpreender.
Sim, esta claro na Bíblia o risco dos Judaizantes, infiltrados de muitas maneiras entre os evangélicos. M também modernamente ele mudaram de técnica e levam amados a ignorar totalmente o antigo testamento.
Mas então, e os candelabros que vemos pelas casas, os menorás, os Shofares que São tocados com tantas cerimonia nas igrejas?

CONTINUA NO PRÓXIMO ARTIGO, Para que você possa meditar no pouco que vimos até aqui

Entre em contato conosco: pr.eliseo@me.com.   Se possivel, use o assunto como:  BLOG
DE SUA OPINIÃO, COLABORAÇÃO. AMPLIE O POSSIVEL. NÓS POSTAREMOS SEU E-MAIL, SE FOR ADEQUADO.
DEUS TE ABENÇOE.

sábado, 27 de agosto de 2011

Deus nos abençoa de maneira maravilhosa.

Amo este Deus.
Colocou na vida da Igreja os Pastores Elcio e Jaqueline Lodos...

No que Deus?

Nos ensinaram o que é ser precursor da segunda volta de Cristo.

Foi maravilhoso descobrir isto na palavra de Deus.

Aí nos ensinaram a amar o "apocalipse", o livro de cantares..

e então a estratégia de interceder e adorar sem parar... no modelo "Harpa e Taça".

Então nos apresentaram ao pessoal do Kansas... onde estão com um culto que não é interrompido a 12 anos... adorando e intercedendo.

Veja Eles lá" www.ihop.org entre no botão 24/7. Voce vai ser tocado por Deus.

Aí o pessoal do Kansas teve um amor inexplicável, por nós, e nos adotaram... eh eh eh... estamos fazendo o vôo do Pato (do Pato Branco-Pr.) vôo meio desajeitado mas vamos andando. Então eles decidiram vir para Pato Branco. Primeiro veio o Dweini e a familia. Maravilhoso.

Agora, no carnaval de 2012, vem o Curey Russe e Lenny Laguardia.

Maravilha. Estamos muito agradecido a Deus. Ja temos 19 Horas semanais de Adoração e intercessão, e 24 horas de intercessão na torre de vigia, durante todos os dias.

Ficamos muito alegre, tanto que eu me arrisquei e fiz um filminho para a igreja... mas é legalzinho... 3 minutos. Deus te abençoe. ( De uma espiada)


Olha só. Tantas bênçãos programadas para este ano... que eu fiz um pequeno vídeo (interessante, creio) sobre tres eventos... 3 minutos legais, assista.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

É só a criação que te impressiona?

Eu fico imaginando o homem questionando a criação...
Mas isso não é nada. Imagine a interação entre as coisas criadas.
Veja por exemplo a interação entre o maravilhoso mecanismo do Beija flor, sua capacidade de parar no ar, com as flores e suas cores atraentes. Que interação maravilhosa.

Imagine a interação da flor com a abelha. Fornece o mel, e em troca a abelha carrega o pólen para a sobrevivência da flor...

Imagine a interação de uma onda sonora, com a corda do violino e com o tímpano? ai ai ai... e das sinápses nervosas que conduzem até o cérebro... e a interação do cérebro com endomorfinas, aceleradas pela ondas da música suave, provocando uma sensação de bem estar e admiração....

Ai eu não agüento... é muita felicidade. Os homens pensam na criação evolutiva de um ser... mas nem imaginam que a criação dos seres é apenas a parte talvez mais fácil...
Pense um puco, cada coisa criada, preparada para interagir de maneira inexplicável com as outras...
Eh eh eh. A interação do estomago deste ser com as fibras alimentares, outra interação diferente com as proteínas, outra com a Glicose... como não perceber que o animal, ou mesmo o homem, é apenas um detalhe em um emaranhado tão grande de interações entre as coisas criadas?

Imagine, a criação da matéria baseada no "spin" rotação e nas elipses irregulares dos elétrons... na produção de energia, na formação de campos magnéticos... para que eu possa abraçar a minha amada, na sua interação comigo, sem flutuar... ha ha ha ha .. isso é a interação grosseiras da massa que atrai a massa, ou seja gravidade... mas tem interação de um pequeno tudo enrolado no meu ouvido, que é a cóclea, que se relaciona com o nível líquido que se relaciona com minhas terminações nervosas, que se relacionam com impulsos elétricos, que se relacionam com as membranas das fibras nervosas... que leva ao meu cérebro, que se relaciona com a memória de espaço, e me mostra se estou de pé, se estou deitado, se estou balançando... eh eh eh Deus maravilhoso...

A interação entre a distância da Lua com as marés para que a interação do sol possa atuar na hora certa, com o calor certo e fazer semente interagir com o fósforo, potássio, magnésio e tudo o mais, e desta interação gerar vida, que será vida para outros seres através da interação destas sementes com a água, com... eh eh eh.. Deus, perdoe nossa pequenez, insignificância em discutir se o Senhor criou ou não todas as coisas...

Deus obrigado por tua palavra, senão eu iria estar calculando quantos bilhões de anos um teco-teco precisaria para se transformar em um Boing 707... ou pior, quantas trilhões de coincidências teria que ter para mim estar pensando, sentado, enquanto meus olhos interagem com as ondas das cores na tela do meu Aple e ao mesmo tempo estar digitando, e ao mesmo tempo sentindo meu coração palpitar, enquanto hormônios são produzidos para me dar energia e tudo o mais, sem esquecer os hormônios que estão chegando ao meu cérebro, produzindo na grande curvatura do estomago, para me avisar que meu estomago precisa agir com algumas substancias especiais... é mesmo, tenho de jantar.

A sim... o que é preciso para perceber mão de Deus em tudo? Ter um cérebro sadio, e não ser muito, mas muito burrinho... desculpe... quando me emociono exagero um pouco.

Bem depois eu edito e corrijo os erros, agora não posso... é só a emoção de sentir a interação de meu espírito com o do criador...isso é impagável.

domingo, 3 de julho de 2011

Eu estou preso por um vício. Mas ainda esta muito fraco.

Viciado na presença Dele. Pensei que era mais forte este vício.
Jesus ajuda a não me libertar Dele. Me ajuda a ser de verdade viciado em tua presença, em tua voz. Viciado em Jesus. Viciado na presença do Espírito Santo... Preciso desesperadamente.
Tenho a impressão que este pequeno filme mostra como eu sou contigo... me ajude Jesus.

video